A hidratação é fundamental para todos os tipos de pele e especialmente para quem lida com a pele oleosa. A aparência brilhante, a produção de sebo e o aparecimento de borbulhas e pontos negros são algumas das dificuldades que podem ser combatidas deixando a pele sempre bem cuidada e hidratada.

No entanto, na hora de escolher o creme hidratante, é preciso levar algumas questões em consideração, que vão desde a textura até à composição do produto escolhido. Isto porque, caso o produto não seja o mais adequado, a pele oleosa pode sofrer algumas consequências não desejáveis, podendo até aumentar a oleosidade.

Por isso, é importante escolher um hidratante com todos os cuidados e ativos voltados para o controlo da oleosidade. Sobre a textura, a dermatologista Valéria Franzon explica que “o ideal é que o produto contenha textura leve e não gordurosa. Além disso, produtos com efeito matificante ajudam a disfarçar os poros dilatados e deixam a pele com uma aparência mais saudável”.

“Outra característica interessante para peles oleosas são ativos que possuam ação antioleosidade”, explica ainda a dermatologista.

Vale a pena recordar que mesmo as peles oleosas possuem diferenças entre si, e, portanto, necessidades especiais. Por isso, é sempre preciso ouvir o dermatologista, que vai indicar os cuidados adequados para cada caso.