Existem cremes para as várias partes do corpo e com diferentes propósitos. Um dos cremes que muito se fala é o creme para os olhos. Será que este será realmente útil e necessário? Descubra, neste artigo, se o creme dos olhos é importante no ritual de beleza.

Além de ser mais caro que os outros cremes, os cremes dos olhos vêm também em menor quantidade. E será que a sua utilização é mesmo necessária? A resposta é: Talvez sim, talvez não. Tudo depende dos objetivos que pretendemos atingir com o seu uso.

É verdade que a pele das pálpebras é mais sensível e a que envelhece mais rapidamente. Logo, usar um produto que tenha proteção solar é importante. Além disso, como a zona dos olhos tem menos circulação sanguínea, mais facilmente se veem os efeitos do cansaço, mas dificilmente conseguirá corrigir este problema com um creme. Por ser mais sensível, esta parte da pele perde a pigmentação mais facilmente (neste caso o protetor solar também ajuda). E como é uma zona mais desidratada, o creme de rosto pode não ser suficiente.

Por estas razões, poderá fazer sentido usar um creme para os olhos desde que a longo prazo, pois a curto/médio prazo não irá notar qualquer diferença. Os problemas que as pessoas mais parecem sentir na zona dos olhos têm a ver com a pele seca e desidratada (no caso pode usar um sérum específico para os olhos); olheiras e papos (pode usar uma máscara de cafeína, que ajuda, mais uma vez, a longo prazo); hiperpigmentação (pode usar um produto que contenha vitamina C, que ajudará, até certo ponto); rugas e envelhecimento (aqui, produtos com ácido hialurónico ou outros ácidos, poderão ser úteis).

Em suma, o uso de cremes poderá ser necessário e útil mas só em alguns casos e nunca como “milagre” nem resultados imediatos.