São as falsas verdades que nascem da cultura popular, teorias capilares que vão sendo passadas de geração em geração. Mas que na verdade, em nada são reais!

 

  1. Cortar o cabelo frequentemente faz com que cresça mais depressa.

FALSO: Já está comprovado cientificamente que o fio de cabelo cresce cerca de um centímetro por mês. O fato é que quando se corta as pontas muito danificadas ou fragilizadas, o cabelo fica com um aspeto mais saudável, mas nada mais do que isso.

 

  1. Ao arrancar um cabelo branco, nascem dois no seu lugar.

FALSO: A cor do cabelo é fornecida pela melanina. O branqueamento do cabelo é um processo natural e genético. Na verdade, ao arrancar um fio, danifica a estrutura do folículo e pode levar à sua perda definitiva. Se não gostas de cabelo branco (mas está na moda), pinta!

 

  1. Não se deve pintar o cabelo durante a gravidez.

50/50: Esta é uma questão um pouco polémica. Alguns estudos recentes afirmam que os químicos utilizados não se encontram nas tintas em quantidade suficiente para serem absorvidos e chegar ao feto provocando malformações. Até porque não vai ter diretamente ao sangue. Deves ter especial atenção sim, com o cheiro da tinta se for muito forte. Essas questões devem ser bem avaliadas pelo teu médico e personalizadas quanto ao teu estado de saúde também. No entanto, para quem tem dúvidas, já existem no mercado opções sem amoníaco.